tn_Maria Idosos e gestantes são vacinados contra Febre Amarela

Novo protocolo de imunização é uma determinação da Secretaria Estadual de Saúde

Proteção contra doença já atinge 82% da população

Idosos, gestantes e mulheres que amamentam já podem ser vacinados contra Febre Amarela. A Secretaria de Saúde iniciou, nesta segunda-feira (19.02), o novo protocolo de imunização contra a doença que passa a vacinar a população a partir dos 9 meses de vida. A ação visa proteger a população devido à circulação do vírus da febre amarela em municípios vizinhos à Petrópolis. As doses estão disponíveis em 15 unidades de Saúde com rotina de vacinação de 8 às 16h, com intervalo de 1 hora para almoço.

 

 

tn_Leda Idosos e gestantes são vacinados contra Febre Amarela

A expectativa da prefeitura é vacinar 100% da população. Devido ao novo protocolo de imunização apresentado pelo Estado, há ainda aproximadamente 5 mil mulheres entre gestantes e que estão amamentando, além de 42 mil idosos que devem ser vacinados. Em um levantamento realizado pela Vigilância Epidemiológica, Petrópolis conta com 82% da população já protegida contra a Febre Amarela. O percentual subiu após o levantamento que avaliou as pessoas vacinadas no município desde 1998. Na campanha iniciada em março de 2017 até fevereiro de 2018 foram aplicadas 198 mil doses.

 

tn_Idosos e gestantes são vacinados contra Febre Amarela

“Criamos estratégias para que a população se protegesse contra a doença ainda no ano passado. Fizemos vacinação volante, realizamos o cinturão de imunização nas áreas verdes e rurais e, mesmo com uma boa cobertura, ainda há petropolitanos que não se vacinaram. O novo protocolo estabelece que o município aumente essa cobertura. A vacina em Petrópolis garante a proteção para vida toda, não é fracionada e estamos trabalhando para que a população possa se vacinar com tranquilidade em 15 unidades de Saúde”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

 

O município segue aplicando a dose única, de 0,5 ml, preconizada pela Organização Mundial da Saúde para proteção para a vida toda contra a doença. Para se vacinar é preciso apresentar o documento de identidade e menores de 18 anos a caderneta de vacinação. Os idosos e gestantes passarão por uma avaliação epidemiológica prévia do profissional de saúde da unidade que aplicará a vacina.

 

“A população precisa se conscientizar que a melhor estratégia é a prevenção e, sendo assim, a única forma de evitar a doença é se vacinando. Os idosos, gestantes e mulheres que estão amamentando serão avaliadas antes da aplicação das doses e poderão também procurar qualquer uma das 15 unidades de Saúde que disponibilizam as doses para tirar as suas dúvidas”, afirma o secretário de Saúde, Silmar Fortes.

 

Unidades registram alta no movimento nesta segunda-feira (19)

 

As 15 unidades de Saúde que estão aplicando as doses contra Febre Amarela registraram alta na procura pela vacina. Na manhã desta segunda-feira (19.02) de todo o público imunizado no Centro de Saúde, 90% eram idosos. O aposentado Sakai Yokoyama, 68 anos, foi um dos primeiros idosos a serem vacinados na unidade e elogiou a mudança do protocolo.

 

“Eu não tomo remédio nenhum, então quando vi que já poderia vacinar eu vim logo. A minha família toda já tomou, só faltava eu. Fiquei satisfeito com a mudança ainda mais por ser dose única”, disse.

 

A aposentada Lea Machado Marroso Corrêa, 66 anos, também se vacinou logo pela manhã e reforçou que vai divulgar entre os familiares a liberação das doses para idosos.

 

“Eu estou com o laudo em mãos porque ia viajar, mas que bom que não precisa mais. Meu marido ainda não tomou pois estávamos esperando a consulta médica, eu já vou traze-lo para tomar a vacina nesta semana”, afirma.

 

Mesmo sem previsão de viajar para áreas com circulação do vírus de Febre Amarela, a aposentada Maria Conceição Cordeiro 79 anos também preferiu se imunizar com a liberação do protocolo.

 

“Eu não gosto de ficar doente, então mesmo não viajando eu resolvi tomar a vacina. A prevenção é a melhor coisa, se tem vacina disponível os idosos precisam se vacinar”, avalia.

 

 

Contraindicação da vacina

 

A vacina possui contraindicações absolutas para os menores de nove meses, pacientes com imunossupressão (pessoas em tratamento de quimioterapia, radioterapia, ou com uso de corticoide, por exemplo), e pessoas soropositivas.

“Pessoas com mais de 60 anos, gestantes, mulheres que estão amamentando em todos os municípios devem se vacinar considerando o risco de adoecer a que estão submetidas. Hoje há circulação do vírus no estado então se deve considerar a vacinação. Se não houver contraindicação clínica, a recomendação é que se vacine toda a população de mais de nove meses de idade, incluindo gestantes, mulheres amamentando e pessoas com HIV cujo sistema imunológico não esteja comprometido”, afirmou o subsecretário de estado de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe.

 

Confira a lista de contraindicação:

  • Crianças menores de nove meses de idade;
  • Pessoas com imunodeficiência primária ou adquirida (HIV Positivo);
  • Pessoas em tratamento com quimioterapia, radioterapia, corticoides;
  • Pessoas em uso de medicações anti-metabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Natalizumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe entre outros terminados com MOMAB, XIMAB, ZUMAB ou UMAB;
  • Transplantados de órgãos e indivíduos com doença oncológica.
  • Pessoas que já apresentaram reação de hipersensibilidade grave ou doença neurológica;
  • Pessoas com história pregressa de doença de timo (miastenia gravis, timoma), Lúpus, Doença de Addison e Artrite Reumatoide;
  • Pessoas com doenças hematológicas que cursam com imunodeficiência (aplasia de medula, anemia aplástica).

 

 

Lista dos postos de Saúde e demais locais de vacinação:

*Atendimento de segunda a sexta-feira de 8h às 16h – Com intervalo de 1 hora de almoço

 

- Centro de Saúde Coletiva – Rua Santos Dumont, S/Nº

- PSF Alto da Serra – Rua Teresa, 2.024 (Praça Miguel Couto)

- PSF São Sebastião - Rua São Sebastião nº 625

- UBS Alto Independência – Rua Ângelo João Brand s/n

- UBS Quitandinha – Rua General Rondon nº 400

- Ambulatório Escola –  Rua Hívio Naliato nº 169

- UBS Itamarati - Rua Bernardo Proença nº 32

- Hospital Alcides Carneiro – Rua Vigário Corrêa, 1.345

- UBS Morin - Rua Pedro Ivo, nº 81 – Morin

- UBS Itaipava – Estrada Philúvio Cerqueira Rodrigues s/n

- UBS Pedro do Rio – Estrada União e Indústria s/n

- PSF Posse – Estrada União de Indústria nº 33.530

- Coordenação Epidemiologia – Hospital Municipal Nelson de Sá Earp – Rua Paulino Afonso, 455.

- UBS Mosela – Rua Mosela nº 744

 

Funcionamento especial

- UBS Retiro – Av. Barão do Rio Branco s/n – Horário de funcionamento de 13h às 19h

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis
Fotos: Marcello Santos