tn_Baile da Cidade

 

            Os ingressos do espaço VIP para o Baile da Cidade já estão esgotados, mas os foliões de plantão ainda têm a chance de comprar os convites para o salão. A festa, que será um baile de máscaras, abre oficialmente o Carnaval em Petrópolis, nesta sexta-feira (09.12), a partir de 21h, no clube Petropolitano. Completando 100 anos de desfiles em 2018, a grande atração da noite será o Cordão do Bola Preta. Todo valor arrecado com o evento será destinado ao projeto Morro das Cores, no Morro da Oficina, no Alto da Serra.

O baile é organizado pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE) e a madrinha da festa é a empresária Célia D’Azevêdo. Segundo ela, os ingressos para a área VIP esgotaram rapidamente e a expectativa é lotar também o salão. “As pessoas estão muito animadas, estão comprando as máscaras. Muitos também estão ansiosos pela apresentação do Bola Preta, que comemora o seu centenário”, explica ela, lembrando que todo glamour da festa tem um motivo especial. “Queremos arrecadar o máximo possível para esse projeto social, que está sendo tão importante para a comunidade”, completa.

O Baile da Cidade deste ano trará o tema Veneza, com decoração temática para que os foliões entrem no clima do tradicional carnaval da cidade italiana, caracterizado pelo uso de máscaras. Em séculos passados, a nobreza usava máscaras para se disfarçar e se misturar entre o povo. “Estamos resgatando o Baile da Cidade, que já foi uma tradição em Petrópolis e, ao mesmo tempo, trazendo essa cultura de Veneza como diferencial, já que a ideia é trazer um carnaval temático todos os anos para o Baile”, explica o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo.

Os ingressos para o baile estão sendo vendidos a R$ 60 (salão) nas lojas Charlotte, Willemsen, Ewiglich, Mr. Hugo, Dream Up Tour (Agência de viagem), além do Centro de Cultura Raul de Leoni e o clube Petropolitano. O traje para a festa é social.

Todo valor arrecadado será destinado ao projeto Morro das Cores, que é promovido pela ONG internacional “Artistlove”. O projeto já começou a pintar rostos dos moradores nos muros espalhados pelo bairro com o objetivo de fazer uma transformação social através da arte. A ideia é dar empoderamento aos moradores e também ajudar a desenvolver a comunidade através de trabalhos em grupo e individual para incentivar cada morador a evoluir o seu negócio, seu trabalho, seguir os seus sonhos. O Morro da Oficina foi escolhido após membros da ONG conhecerem o Projeto do Morro, que já era realizado no local, oferecendo aulas gratuitas de dança e luta, por exemplo, para crianças e adolescentes.

Além do baile, Petrópolis vai contar, principalmente, com o Carnaval de bairros, focado nos blocos e atrações nas praças das comunidades, e ainda recreação infantil. Mas o Centro Histórico também ganhará movimento com o Carnaval da Liberdade, na Praça da Liberdade, e ações focadas nas crianças no Palácio de Cristal.

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação