Suspeito de realizar atentado em NY nega culpa no ataque

O ataque que ocorreu em um túnel subterrâneo que liga a estação rodoviária de Manhattan a uma estação de metrô

O cidadão do Bangladesh, Akayed Ullah, não reconheceu sua culpa na explosão de uma bomba que ocorreu em 11 de dezembro de 2017 em um túnel subterrâneo em Nova York.

 Durante a sua primeira audiência no tribunal, Ullah, imigrante legal de 27 anos, testemunhou que não se considerava culpado pelo crime.

Um grande júri confirmou a acusação de terrorismo e outras cinco acusações, inclusive de apoio a uma organização terrorista, usar uma arma de destruição em massa e detonar um dispositivo explosivo em um lugar público.

O ataque que ocorreu em um túnel subterrâneo que liga a estação rodoviária de Manhattan a uma estação de metrô deixou quatro feridos, incluindo o próprio Ullah.

Naquele momento, o suspeito foi preso e levado para um hospital.

De acordo com a acusação, Ullah teria cometido o ataque em nome do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico). Com informações do Sputnik News.