tn_ministro das Cidades, Alexandre BaldyAlexandre Baldy, esteve no Palácio Guanabara, no Rio de Janeiro nesta segunda-feira (8) e participou de uma reunião que teve como foco a continuidade da recuperação do programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV). Também esteve presente o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

 

Durante a reunião, foram discutidas medidas para encontrar meios de concluir uma obra paralisada do município de Itaboraí.

É o residencial Viver Melhor Itaboraí, cujo complexo, com três mil unidades habitacionais, da modalidade Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), na Faixa 1, deveria ter sido entregue em 2016. Localizado na avenida Flávio Vasconcelos, no bairro Venda das Pedras, o empreendimento vai tornar realidade o sonho de qual 12 mil pessoas na região.

 

Na ocasião, foi assinado um termo de compromisso com as instituições parceiras responsáveis. “Temos um número muito grande de obras paralisadas no país. Por isso, buscamos as retomadas. Para nós, é um enorme desafio”, disse o ministro Alexandre Baldy.

 

No caso específico de Itaboraí, por meio da assinatura do termo de compromisso, o que se estabeleceu, é uma tratativa de entrega do complexo habitacional, no prazo mais curto possível, conforme a responsabilidade de cada ente.

 

“Buscamos uma alternativa viável para que as atividades, até então, paralisadas, fossem retomadas”, explicou o ministro das Cidades.  E prosseguiu Baldy: “Para que, conforme a responsabilidade de cada agente, consigamos acelerar o processo, deixando aquele cidadão que vai ser beneficiado na eminência, preferencialmente, de ser atendido.”

 

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão falou da importância da ida do ministro ao estado. “Nós precisamos de todos, mas o Ministério das Cidades é o que mais necessitamos de ajuda para realizar obras de melhorias para a população. Por isso destaco que essa reunião com o Alexandre Baldy é de extrema relevância para o Rio”, afirmou.

 

 

Assessoria de Comunicação Social 

Ministério das Cidades