tn_Bernardo Rossi okBernardo Rossi pede informações sobre interrupções e ressarcimento dos clientes

O deputado estadual Bernardo Rossi (PMDB) oficiou nesta quarta-feira (08.01) a Ampla, concessionária de energia elétrica que atende a Petrópolis, solicitando levantamento dos períodos de interrupção do abastecimento na cidade a partir de novembro de 2013 e a quantidade de consumidores ressarcidos pela empresa. O documento que questiona ainda quantidade de equipes emergenciais e os investimentos efetivos já feitos para o Verão deste ano vai ser encaminhado à Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj). O pedido de informações é estendido ainda à Light e à Energisa Nova Friburgo, as três empresas que abastecem 16 milhões de pessoas em 92 municípios fluminenses. Ampla e Light registraram interrupções de energia superiores aos limites estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), reguladora do sistema.
- As empresas, como concessionárias de serviços públicos, precisam prestar contas não só do fornecimento de energia como sobre os clientes lesados. A intenção é trazer o assunto à tona para estimular que os consumidores façam valer seus direitos e possam pleitear indenizações”, defende Bernardo Rossi.
De acordo com levantamento da própria Aneel, a Ampla, empresa responsável pelo abastecimento de energia em 66 municípios do estado, que representa 2,6 milhões de clientes residenciais, comerciais, industriais e públicos, deixou de fornecer energia por 17,67 horas em 11 meses – janeiro a novembro de 2013. O máximo admitido pela agência é de 12,67 horas.
- A situação no Verão se agrava, mas em Petrópolis, assim como em toda a Região Serrana onde chuvas fortes são frequentes no ano todo, os apagões foram registrados em várias ocasiões”, aponta Bernardo, alertando para os prejuízos econômicos para o Turismo da cidade. “Hotéis, pousadas e restaurantes precisam ser ressarcidos de seus prejuízos, assim como os consumidores residencias”, aponta.
O deputado lembra que há dois projetos de lei do qual é relator tramitando na Alerj para ampliar a indenização a consumidores lesados. A divulgação dos procedimentos necessários para pedir o ressarcimento deverão constar nas contas emitidas pelas empresas assim como os consumidores poderão ser reembolsados pelos danos não só a equipamentos elétricos e eletrônicos, mas também pela matéria-prima, como produtos alimentícios, estocados em geladeiras.

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação