logo prefeitura de Petrópolis

Sancionada pelo prefeito Bernardo Rossi, legislação já está em vigor

 

Adoção de sistemas informatizados, trâmites simplificados para atividade de baixo risco, ações integradas entre agentes públicos para agilizar a legalização de negócios e estímulo a inovação e investimento em educação empreendedora, são algumas das ações previstas na Lei Geral do Empreendedor, que foi revisada, atualizada e sancionada pelo prefeito Bernardo Rossi. A Lei regulamenta o tratamento jurídico diferenciado, simplificado ao microempreendedor individual (MEI), às microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP), tornando estes segmentos mais competitivos. Petrópolis tem hoje 20.500 microempreendedores individuais e outras 11 mil micros e pequenas empresas.

 

“Ao todo são pelo menos 31.500 negócios que se tornam mais competitivos. Nossa intenção é incluir cada vez mais estas pequenas empresas na economia local, potencializando os negócios, gerando empregos e fortalecendo a economia da cidade. A lei foi trabalhada com o foco no micro e pequeno empresário e nos microempreendedores individuais, que têm um grande potencial e que precisam de incentivos”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

 

Um dos pontos de destaque na lei é a possibilidade de participação das micro e pequenas empresas em licitações públicas. “Revisada e atualizada a Lei Geral do empreendedor trouxe mecanismos facilitadores para que empresas destes segmentos participem de concorrências públicas. É uma medida que contribui para o desenvolvimento destas empresas menores”, explica o Procurador Geral do município, Sebastião Médici

 

A Lei 7.596 inclui ainda o compartilhamento e a entrada única de cadastros e documentos, a racionalização de exigências, a ampla informação ao empreendedor, a classificação do risco da atividade e a adoção do cadastro CNPJ como identificação única das empresas instaladas no município.

 

A lei fortalece ainda o esforço de Petrópolis dentro do Projeto Cidade Empreendedora, que trabalha eixos críticos que permitem um ambiente de negócio atrativo para os empresários, principalmente na desburocratização, capacitação e gestão dos seus negócios. “A Lei Geral transformará toda nossa intenção com Desenvolvimento Econômico apoiando empresas locais, principalmente as menores, em um compromisso de todos”, avalia o subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Pessoa, que será responsável por avaliar o tratamento diferenciado às microempresas e empresas de pequeno porte.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis