Arcebispo confirma que Harry e Meghan se casarão na igreja

Cerimônia na igreja anglicana ocorre mesmo com noiva divorciada

O arcebispo de Canterburry, líder da Igreja Anglicana, Justin Welby, confirmou que o príncipe Harry e a atriz norte-americana Meghan Markle irão “abençoar seu casamento perante Deus”.

O anúncio ocorre porque Markle é divorciada e tem raízes católicas, dado que seu pai segue a religião e chegou a colocar a então criança para estudar em um colégio católico norte-americano.

Além disso, o casamento entre um membro da família real e uma pessoa divorciada é bem aceita, de fato, pela primeira vez. Ao longo dos séculos de monarquia, um membro da realeza precisaria renunciar ao seu título caso quisesse casar com alguém separado e/ou divorciado.

Agora, só faltam saber os detalhes do casamento e da data escolhida pelos noivos, já que o comunicado oficial do matrimônio, divulgado nesta segunda-feira (27), informava que a cerimônia seria na “primavera de 2018″, ou seja, entre março e junho do ano que vem.

Hoje, foi a vez da duquesa de Cambridge e cunhada de Harry, Kate Middleton, parabenizar o casal. “Eu e William estamos absolutamente elétricos com o casamento. É um momento feliz para qualquer casal e nós desejamos o melhor para eles”, disse a duquesa antes de participar de um evento.

Kate, que está grávida do terceiro filho, deve ter o bebê bem na época do casamento, no mês de abril, segundo as previsões. Com informações da ANSA.