Maia decide se reunir com servidores federais que ameaçam greve

Representantes da categoria cogitam aderir à greve geral convocada por centrais sindicais para o próximo dia 5

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, deve conversar nesta terça-feira (28) com representantes de servidores públicos federais que ameaçam entrar em greve em protesto contra a reforma da Previdência.

De acordo com informações do Correio Braziliense, a categoria protesta desde as 9h de hoje em frente ao anexo II da Câmara.

Maia se reunirá com seis líderes do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) e do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), entidades que organizam a manifestação.

Na tarde desta terça, os fóruns inciiarma reunião para decidir se aderem ou não à greve geral de 5 de dezembro, convocada pelas centrais sindicais.