IF

Foi aprovado na tarde desta quinta-feira (09/10) na Câmara Municipal, o Projeto de Lei (06940/2017) que obriga agências bancárias, cooperativas de crédito e estabelecimentos que exerçam serviços de correspondente bancário a contratarem serviço de vigilância armada para atuar 24 horas, incluindo fins de semana e feriados.

 

O PL de autoria do vereador Justino do RX (PMDB) esclarece em seu texto que a vigilância armada deve ser realizada por vigilante adequadamente preparado com cursos de formação para o ofício.

 

“Em conversa com o sindicato da categoria, chegamos à conclusão que havia essa lacuna, pois esses estabelecimentos, com faturamentos cada vez maiores, investem em segurança eletrônica voltada para o patrimônio, mas que é pouco eficaz na proteção de funcionários e de toda a população que utiliza o serviço. Além disso, temos observado um crescente número de casos de assaltos às agências de nosso município e o Projeto de Lei visa também evitar que novos crimes aconteçam, justamente por falta de estratégia e segurança. O bem maior a ser cuidado é a vida dos usuários do serviço bancário, a segurança dos mesmos”, explicou Justino.

 

O vereador destacou também a importância da Lei para abrir vagas de trabalho no município. “O Projeto de Lei tem o objetivo de oxigenar o mercado de trabalho, abrindo vagas para os vigilantes, mas é bom ressaltar que a contratação do serviço de vigilância fica dispensada para o estabelecimento cuja viabilidade econômica seja posta em risco com a contratação tornada obrigatória. Essa inviabilização deve ser comprovada por meio de demonstrações financeiras do último exercício.”.

 

O presidente do Sindicato dos Vigilantes de Petrópolis e região, Adriano Linhares, comemorou a conquista da categoria. “Somos cinco mil vigilantes no município e apenas 35% deste total está atuando na área, por isso, e pela segurança da população, é de suma importância a aprovação desse Projeto de Lei”.

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação