defesa-civil

Evento vai debater o tema “A Defesa Civil e os saberes: experiências e desafios” em três eixos: comunitário, profissional e científico

 

Está definida a programação do I Colóquio de Defesa Civil, que acontece de 9 a 11 de outubro. O evento discute o tema “A Defesa Civil e os saberes: experiências e desafios” em três eixos: comunitário, profissional e científico. Participam profissionais das áreas de Defesa Civil, professores universitários e é aberto à população. A inscrição é um pacote de fralda infantil, que pode ser nos tamanhos M, G ou XG, para a campanha de arrecadação organizada pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias. Os interessados em participar devem fazer o cadastro no site da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase), local que recebe o Colóquio.

No primeiro dia de atividades será oferecido um coquetel, além de palestras com o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato Vaz, com a supervisora da FMP/Fase, professora Maria Isabel de Sá Earp e com Sebastião Guerra, coordenador do projeto Fortalecendo a Resiliência aos Desastres na Região Serrana do Rio de Janeiro.

“Estamos trabalhando, desde o início da gestão do prefeito Bernardo Rossi, pensando na prevenção dos desastres. Será um evento modelo para todo país. A participação da população, que tem o saber da comunidade, é tão importante quanto a dos professores, que realizam diversos estudos nessa área. Esperamos que o Colóquio agregue valor a todos os participantes”, afirma Paulo Renato Vaz.

Na terça-feira (10.10), acontecem os debates do eixo científico, com a participação de oito professores doutores de seis universidades diferentes. Já na quarta (11.10), o eixo profissional oferece palestras de técnicos de Defesa Civil das cidades de Petrópolis, Nova Friburgo, Teresópolis, Juiz de Fora e Rio de Janeiro. No mesmo dia, o evento abre espaço para o saber comunitário, com debates sobre a participação da mulher na redução do risco de desastres e a formação de Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudecs).

“Todos os conhecimentos são importantes. O I Colóquio de Defesa Civil vai reunir as mais diversas experiências e saberes com o objetivo de fortalecer a nossa cidade”, afirma Paulo Renato

O I Colóquio de Defesa Civil de Petrópolis segue o Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres de 2015-2030, do qual o Brasil é signatário, e que prevê a aproximação dos órgãos de Defesa Civil com as universidades e centros de pesquisa, como forma de aprimorar as ações de prevenção de desastres tendo como foco principal a preservação da vida do ser humano. A programação completa, com todos os participantes e horários está no site da FMP/Fase:http://www.fmpfase.edu.br/curso/20173_Evento/6317DefesaCivil2017/

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis