México expulsa embaixador da Coreia do Norte

Declaração é feita três semanas depois que o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, pediu aos países da América Latina que cortassem as relações diplomáticas com Pyongyang

OMéxico anunciou nesta quinta-feira (7) a expulsão do embaixador da Coreia do Norte no país, Kim Hyong-gil, em retaliação ao sexto teste nuclear realizado pelo regime do ditador Kim Jong-un, no último domingo (3).

O diplomata foi declarado persona non grata -inaceitável, na linguagem diplomática- e terá 72 horas para sair do país. Em nota, o governo mexicano considerou as ações norte-coreanas uma ameaça grave à Ásia e ao mundo.

A declaração é feita três semanas depois que o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, pediu aos países da América Latina que cortassem as relações diplomáticas com Pyongyang, em declaração feita durante visita a Santiago.

O pedido foi feito diretamente aos mexicanos e a outros três países: Brasil, Chile e Peru, cujos governos são aliados americanos. A Coreia do Norte também tem embaixadas em outras duas nações da região: Cuba e Venezuela. (Folhapress)