tn_Cidade-ganha-437-novas-lixeAlém disso, outras 145 foram recuperadas e instaladas nos bairros pela Comdep

O planejamento de instalação de lixeiras de poste segue sendo executado pela Comdep. Em seis meses, a cidade ganhou 437 novas coletoras pequenas e outras 145 foram recuperadas e reutilizadas nos bairros. Hoje, Petrópolis conta com 582 lixeiras, que contribuem para manter a cidade mais limpa.

Apenas em junho, houve a instalação de 78 lixeiras nas UPA Centro e Cascatinha, Praça Pasteur, Polo de Moda do Bingen, Pedro do Rio, praças da Mosela, lago e Praça de Nogueira, Bonsucesso, Praça de Corrêas, Rua Visconde de Uruguai e próximo ao Terra Santa. Nesta semana, a Praça de Cascatinha ganhou mais cinco coletoras e outras duas foram colocadas próximo ao Extra do Quitandinha.

“Nós estamos oferecendo mais coletoras para população também ajudar tirar sujeira das ruas, que acabam atrapalhando bueiros e provocando alagamentos, além de trazer risco de doenças. Nossa intenção é que os moradores encontrem lixeiras em pequenas distâncias e em todos os locais mais movimentados, como pontos turísticos e espaços de comércio”, explicou o presidente da Comdep, Wagner Silva.

Outros locais que ganharam lixeiras, por exemplo, foram a Praça da Liberdade, Palácio de Cristal, Praça da Inconfidência, Praça Dom Pedro, entorno do Museu Imperial, Parque Municipal de Itaipava, camelódromo da Praça Clementina de Jesus, Rua 16 de Março e terminais de Corrêas e Itaipava.

Elas são presas aos postes com uma fita metálica e presilhas de aço. Cada peça comporta até 15 quilos de lixo. Elas foram preparadas com a nova identidade visual da prefeitura e o contato da Comdep: 2292-9500.

Esses equipamentos começaram a ser colocados para substituir as quebradas ou que sofreram vandalismo (queimadas, pichadas ou furtadas) e precisaram ser recolhidas. No Centro, a quantidade quase dobrou, passando de 180 para 350. Todas as coletoras do Centro foram retiradas e as que estavam em bom estado foram limpas, adesivadas e acabaram reposicionadas nos distritos – principalmente onde não existia antes.

Além delas, a cidade ainda conta com quase 1,2 mil coletoras de plástico rígido, que comportam até uma tonelada de lixo. Cerca de 250 delas foram instaladas pela Força Ambiental no primeiro semestre.

 
Texto: Assessoria
Foto: Divulgação