tn_AES TietêA AES Tietê realizará manutenção e modernização das seis eclusas de cinco usinas hidrelétricas da empresa localizadas no rio Tietê. Em 2014, a geradora investirá R$ 186 milhões em manutenções e modernizações de suas usinas. A parada total dos dispositivos começou nesta segunda-feira (6) e vai até o dia 4 de fevereiro.

Segundo a empresa, o objetivo é assegurar a confiabilidade operacional das usinas, melhorar ainda mais os resultados em geração de energia e otimizar recursos operacionais. “O programa de modernização das usinas da AES Tietê utiliza tecnologia de ponta. Vale ressaltar que durante os trabalhos de modernização as usinas operaram normalmente”, afirma o Gerente de Operações da AES Tietê, Antonio Carlos Garcia.

A modernização prevê a instalação de componentes de comando nas eclusas, que possibilitará a operação remota pelo Centro de Operações da Geração e Eclusas (Coge) da AES Tietê, localizado em Bauru.

De acordo com Garcia, o período de manutenção é divido em pré-manutenção, manutenção e pós-manutenção. “Uma grande estrutura é preparada para o processo. É montado um canteiro de obras com grandes guindastes e máquinas pesadas para auxiliar na modernização e manutenção de peças, que podem chegar a mais de 500 toneladas. Além disso, a eclusa é totalmente esvaziada para inspeções detalhadas, fato que só acontece a cada dois anos”.

Todo o trabalho é acompanhado e supervisionado pela Marinha do Brasil e pelo Departamento Hidroviário, órgão Administrador da Hidrovia Tietê-Paraná, ligado à Secretaria Estadual de Logística e Transportes do Estado de São Paulo. Ambos são responsáveis pela administração do fluxo do tráfego de embarcações no rio e pela comunicação aos usuários das operações de manutenção.