tn_Venue

Mais de 350 participantes participaram desse verdadeiro “rally na neve” no último sábado (1)

Considerado a corrida de kite na neve mais difícil do mundo, o Red Bull Ragnarok aconteceu neste sábado (1) Haugastøl, na Noruega, com a presença de 350 participantes. Eles tiveram que completar cinco voltas, determinadas pela organização da prova, em até cinco horas nas paisagens gélidas da Noruega. Ao final, aqueles que completaram o desafio – como o alemão Felix Kersten, vencedor da competição este ano – percorreram 130 km com seus skis ou snowboards e seus kites. Neste ano, com um percurso 30 km mais longo do que as edições anteriores, apenas oito atletas conseguiram alcançar o feito. Mesmo sem ter entrado para esse seleto grupo, a brasileira Iara Balo foi um dos destaques da competição, tendo ficado na 18ª colocação na categoria feminina, em sua primeira participação no Red Bull Ragnarok.

 

tn_Venue 2

 

“Nunca nem imaginei que pudesse completar essa prova, então já fico extremamente feliz com o resultado que alcancei. Todos os músculos do meu corpo estão doendo, mas posso dizer que o evento foi sensacional, embora muito difícil. Acho que me perdi umas três vezes”, conta Iara.

No total, 350 atletas de 27 países, incluindo Brasil, Canadá, Estados Unidos, Austrália, África do Sul, entre outros, fizeram parte da sétima edição do Red Bull Ragnarok, alcançando velocidades de até 100km/h na neve nórdica.

 

 

 

Texto: Assessoria

Foto: Divulgação

 

Red Bull Content Pool

Brasileira vai bem em corrida de snowkite na Noruega

Mais de 350 participantes participaram desse verdadeiro “rally na neve” no último sábado (1)

Considerado a corrida de kite na neve mais difícil do mundo, o Red Bull Ragnarok aconteceu neste sábado (1) Haugastøl, na Noruega, com a presença de 350 participantes. Eles tiveram que completar cinco voltas, determinadas pela organização da prova, em até cinco horas nas paisagens gélidas da Noruega. Ao final, aqueles que completaram o desafio – como o alemão Felix Kersten, vencedor da competição este ano – percorreram 130 km com seus skis ou snowboards e seus kites. Neste ano, com um percurso 30 km mais longo do que as edições anteriores, apenas oito atletas conseguiram alcançar o feito. Mesmo sem ter entrado para esse seleto grupo, a brasileira Iara Balo foi um dos destaques da competição, tendo ficado na 18ª colocação na categoria feminina, em sua primeira participação no Red Bull Ragnarok.

“Nunca nem imaginei que pudesse completar essa prova, então já fico extremamente feliz com o resultado que alcancei. Todos os músculos do meu corpo estão doendo, mas posso dizer que o evento foi sensacional, embora muito difícil. Acho que me perdi umas três vezes”, conta Iara.

No total, 350 atletas de 27 países, incluindo Brasil, Canadá, Estados Unidos, Austrália, África do Sul, entre outros, fizeram parte da sétima edição do Red Bull Ragnarok, alcançando velocidades de até 100km/h na neve nórdica.

Para mais informações:

Renato Mendonça
Renato.mendonca@canoacomunicacao.net
(11) 9-8045-0962

Kaíque Ferreira
Kaique.ferreira@canoacomunicacao.net
(11) 9-7652-6096

Graziela Sirtoli
Graziela.sirtoli@canoacomunicacao.net

·          PRODUCT

·          PRODUCT

·          PRODUCT

·          PRODUCT