As veias ficam mais aparentes porque se dilatam perdendo a capacidade de direcionar o sangue da perna de volta para o coração

Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) estudos mostram que 38% da população brasileira sofre de varizes. Os maiores fatores de risco são predisposição familiar, pertencer ao sexo feminino (proporção de até 2,3 para 1 homem), ter mais de 40 anos, estar acima do peso, número de gestações e uso de hormônios femininos.

As veias ficam mais aparentes porque se dilatam perdendo a capacidade de direcionar o sangue da perna de volta para o coração. A falta de informação influencia na prevenção, diagnóstico e tratamento. Quem sofre com esse incomodo muitas vezes não sabe que já existem procedimentos realizados com o auxílio do laser que permitem o tratamento sem a necessidade de repouso.

O Brasil é referência em angiologia e cirurgia vascular, áreas que tratam das varizes, e foi um brasileiro, o Profº Dr. Kasuo Miyake quem desenvolveu a técnica CLaCS, hoje reconhecido mundialmente como um procedimento eficaz e seguro e realizado em todos os continentes. Menos invasiva, a técnica CLaCS combina laser, injeções de glicose e jatos de ar gelado sobre a pele e evita a cirurgia em 86% dos casos.

Por dentro da técnica

O ar gelado protege e diminui a sensibilidade da pele. O laser danifica a parede da veia e causa contração da mesma. A glicose termina por destruir a veia por osmolaridade (a alta concentração de açúcar seca a veia). Essa sinergia permite evitarmos os detergentes/ espuma, eliminando a chance de úlceras e reações alérgicas anafiláticas, minimizando a possibilidade de pigmentação.

A sessão inicia-se com o auxílio da realidade aumentada que possibilita o cirurgião vascular enxergar além do normal, ajudando a detectar com precisão as veias nutrícias que causam refluxo e estão logo abaixo da pele. “A injeção de glicose em um vaso tratado por laser há poucos instantes tem seu efeito potencializado. Assim, o tratamento de áreas extensas é mais rápido e tem menor custo com a combinação das duas”, explica Profº Miyake.

Prevenir ainda é o melhor

Apesar de não ter como evitar o aparecimento de varizes, algumas medidas simples podem melhorar a circulação e consequentemente o aparecimento delas. São elas: realizar atividade física frequentemente, manter o peso estável, seguir uma dieta balanceada, diminuir o consumo de sal e evitar ficar muito tempo na mesma posição. Meias de compressão de qualidade também podem ajudar.