MaduroEm entrevista realizada à rede de televisão norte-americana CNN, Nicolás Maduro afirmou que está de consciência tranquila e que está a reagir aos protestos como o presidente dos Estados Unidos reagiria se estivesse na mesma posição.

O presidente da Venezuela falou na situação específica de existir um grupo de oposição que estivesse exigindo o fim do governo de Barack Obama. “O que aconteceria nos Estados Unidos se um grupo dissesse que começaria algo para que o presidente Obama deixasse o poder, renunciasse, mudando o governo contitucional dos EUA? Claro, o Estado reagiria, usaria toda a força permitida por lei para restabelecer a ordem e colocar aqueles que são contra a Constituição onde eles merecem, e isso foi exatamente o que aconteceu aqui nas últimas semanas”, disse Nicolás Maduro.

Na mesma entrevista ao canal norte-americano, Maduro relembrou a expulsão dos três diplomatas dos EUA por estarem a alegandamente a conspirar, juntamente com a oposição, contra o seu governo.

“Não temos más relações com os EUA, mas com a elite que dirige o país. Com seu povo, temos as melhores relações que já tivemos na História”, disse o líder venezuelano.

Notícias ao Minuto