PSDB vê ato falhoO PSDB reagiu ontem às críticas do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, ao pré-candidato tucano à Presidência, Aécio Neves, com o argumento de que ele comete um “ato falho” ao falar de economia.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada anteontem, Bernardo usou de ironia para perguntar: “É Aécio que vai salvar a nossa economia?” Para o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), a entrevista demonstra uma preocupação do Palácio do Planalto na condução da própria política econômica.

“Quando ele (Paulo Bernardo) fala de economia, comete um ato falho: ‘Quem vai salvar a economia?’. Só de perguntar já é uma demonstração inequívoca de que ele reconhece que a economia vai mal”, comentou Sampaio.

Bernardo também disse na entrevista que “ninguém entende” o que diz “aquela turma da PUC do Rio, da Casa das Garças (instituto que reúne ex-colaboradores do governo Fernando Henrique)”. “Quem é ele para questionar a turma da PUC do Rio? Falta qualificação a ele”, rebateu o presidente do PSDB paulista, deputado Duarte Nogueira. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: Notícias ao Minuto