UERJ tem plano de cargos reestruturadoPCCS beneficia quadro que vai atuar no campus Petrópolis da Universidade

Cinco mil servidores serão beneficiados com a reestruturação do plano de cargos, carreiras e salários do quadro de servidores técnico-administrativos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Projeto de lei do executivo foi aprovado em discussão única nesta quarta-feira (12.02) pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O deputado estadual Bernardo Rossi (PMDB) recebeu um grupo de 15 dos 35 procuradores da Universidade em plenário presentes para agradecer as emendas propostas pelo parlamentar.
“A Uerj também faz parte agora de Petrópolis com o campus que estamos conquistando para a cidade e o corpo técnico-administrativo que vem para cá inicia essa nova etapa já com o PCSS revisto atendendo à classe”, defendeu Bernardo Rossi. A votação foi acompanhada pelo reitor da Uerj, que destacou as emendas parlamentares ao projeto de lei. “A valorização dos profissionais da Educação ficou evidenciada com esse projeto, um avanço para a Universidade”, afirmou Ricardo Castro. Rafael Viola falou em nome dos procuradores da universidade que consideraram um avanço a aprovação do novo plano. “Estamos aqui para agradecer o empenho de parlamentares cono Bernardo Rossi”, frisou.
O projeto recebeu 174 emendas, sendo 37 delas incluídas no texto após negociação no Colégio de Líderes da Casa. Um dos principais avanços foi o enquadramento dos servidores, que passou a ser por tempo de efetivo serviço na universidade, e não mais por tempo de efetivo serviço no cargo, como era no texto original. Os reajustes foram escalonados em 26%, 34% e 56%. Houve ainda o compromisso do Governo em incorporar a gratificação dos procuradores dentro da remuneração base e a elaboração de um projeto para reestruturar a Procuradoria da Uerj.
O secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, que esteve no plenário acompanhando a votação, também elogiou a negociação. “É mais um vitória dentro do que a Uerj representa para o estado, por todos os resultados que vem apresentando e seu papel no desenvolvimento científico. Nós já havíamos aprovado o adicional de dedicação exclusiva pra os profissionais da Uerj. Com a provação do plano dos técnicos administrativos, num grande acordo dentro da base, dentro do Colégio de Líderes, com o sindicato, configura-se mais uma vitória desse Governo, que vem reconhecendo e valorizando os profissionais das universidades do estado”, disse.

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação