tn_go Leal pede açãoPedido da Bancada é que a Gama Filha e UniverCidade sejam federalizadas

A bancada de deputados federais do Rio de Janeiro, coordenada pelo deputado Hugo Leal (PROS/RJ) entregou um documento ao Ministério da Educação (MEC) pedindo a federalização da Gama Filho e da UniverCidade. As duas instituições foram recentemente descredenciadas pelo MEC, depois de uma crise sem precedentes, com salários atrasados e prédios se deteriorando. A saída acenada pelo Ministério aos alunos foi a transferência assistida, o que está gerando muita polêmica. “Chegar a esse ponto é um absurdo. A educação, como a saúde, não pode ser tratada como um negócio e nem os alunos punidos”, destacou Hugo Leal.
O documento da bancada foi redigido em reunião na quinta-feira, dia 05, em Brasília, com representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE). Além de Hugo leal, participaram os deputados Jandira Feghali (PCdoB) e Simão Sessim (PP). A ideia é transformar o CEFET/RJ em Universidade Federal de Ciências Aplicadas do Rio de Janeiro, acolhendo os estudantes da Gama Filho e UniverCidade, bem como os professores e funcionários.
O ofício solicita ainda a imediata emissão de documento oficial do MEC garantindo o direito ao lançamento das notas no sistema e a emissão do diploma de todos os formandos em caráter de urgência. Para o diretor da UNE, Igor Mayworm, esta é mais uma vitória dos estudantes: “Nossa força e mobilização estão, sem dúvida nenhuma, surtindo bastante efeito. Queremos uma solução objetiva e estruturante que passe pela responsabilização do poder público. Por isso seguimos na luta”, declarou.
A petropolitana Letícia Knibel, de 27 anos, era estudante do curso de pós-graduação em Comunicação e Semiótica da Gama Filho e estava concluindo o TCC. Ela diz ter sido surpreendida com a notícia do descredenciamento da instituição e ainda aguarda a transferência assistida – modalidade adotada atualmente – para outra universidade. “Posso perder os 18 meses de curso se meu currículo não for aceito pela outra instituição. Sem contar que nenhuma outra universidade está pronta para receber uma demanda tão grande. Estão só transferindo o problema”, afirma a estudante, que apoia a federalização da universidade.
Texto: Assessoria
Foto: Divulgação