Banco de sangueO objetivo é preparar o estoque para
a possível demanda do feriado

Com a proximidade do Carnaval, o Banco de Sangue Santa Teresa entra em alerta devido à alta queda nas doações e ao aumento da demanda no período. Para ajudar a minimizar este problema, a unidade busca por doadores nos dias que antecedem as festas. O objetivo da campanha é atrair doadores para reforçar o estoque para o período do Carnaval e também pós-festejos.
O banco de sangue espera que empolgação com a maior festa brasileira se transforme em solidariedade antes da folia. Segundo a captadora Márcia dos Santos Alves, do Banco de Sangue Santa Teresa, a festividade do momento torna a época ideal para fazer uma boa ação e ajudar a salvar até três vidas. “O brasileiro é um povo alegre, festivo e solidário por natureza. Queremos que toda esta alegria das festas contagie e incentive a população a nos fazer uma visita, garantindo, assim, um ótimo Carnaval para quem doa e quem precisa de sangue”, aponta.
A captadora conta que sempre há um déficit de doações em períodos de festas e feriados. “Com o Carnaval as pessoas viajam para aproveitar as festas e comemorações realizadas em todo o país e acabam esquecendo de doar. No entanto, é uma das épocas do ano mais sensíveis para os hospitais. Já queremos antecipar e preparar nosso estoque para suprir a alta demanda do período”, conclui.
Vale lembrar que apenas 1,8% da população brasileira é doadora de sangue, enquanto o percentual recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é que entre 3% e 5% pratiquem este ato solidário.
O Banco de Sangue é responsável por atender três hospitais credenciados da cidade e região e realiza 550 transfusões por mês, beneficiando centenas de pessoas.
Está localizado no Hospital Santa Teresa, na rua Paulino Afonso, 477, bairro Bingen, O local possui estacionamento próprio e também conveniado. Mais informações pelo telefone (24) 2245-2324/ (24) 99269-4355.

Veja como é fácil doar
Os interessados precisam pesar mais de 50 quilos e estar em boas condições de saúde. Não é necessário fazer jejum, mas é preciso esperar 3 horas após o almoço ou a ingestão de alimentos gordurosos. No local, basta apresentar um documento oficial com foto e ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam de autorização e estar acompanhados por um responsável).

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação